Página principal / Vou estudar em Viena / Quanto custa por mês um intercâmbio em Viena?
Quanto custa por mês um intercâmbio em Viena?

Quanto custa por mês um intercâmbio em Viena?

Se você não está acompanhando nossa série sobre intercâmbio em Viena, clique aqui para ver os outros posts!

 

Texto escrito pelo leitor e ex-intercambista em Viena João Gozetto

Quando decidi fazer intercâmbio, tive que consultar principalmente meu pai. Como sou estudante e ainda não trabalhava, quem financiaria o semestre seria ele. Ele sempre viu intercâmbios como uma oportunidade de investimento, então me deixou ir, mas veio a seguinte pergunta:

 

Quanto custa por mês um intercâmbio em Viena?

 

Não fazia a mínima ideia de como responder essa pergunta. Pesquisei bastante na internet, mas sem sucesso. Por isso achei tão importante falarmos sobre essa questão aqui no blog.

Logo que comecei os cálculos, vi que se eu trabalhasse em Viena, daria para me manter tranquilamente. Na época até consegui um emprego antes de conseguir meu visto, mas quando apliquei descobri que meus planos iriam por água abaixo. Me disseram que teria que pedir ou o visto para trabalho ou para estudo, pois não é permitido ter os dois. A única maneira de conseguir estudar e trabalhar ao mesmo tempo é tendo um passaporte da União Europeia. Pois assim, você é um cidadão europeu e não precisa nem de visto para estudar. Sendo europeu você só precisa aplicar para faculdade, ser aceito e pronto. É importante lembrar também que você é obrigatório adaptar seu trabalho à sua grade curricular. O que não é tão simples, devido as aulas não terem uma frequência e horários constantes.

 Veja como funcionam as aulas na faculdade

Já aviso que morar na Áustria não é barato – claro que depende muito do padrão de vida que você pode ou quer levar por lá. Como falei antes, meu pai financiaria todo o meu intercâmbio e ele me deu bastante flexibilidade para viajar, conhecer restaurantes muito bons, fazer passeios teoricamente caros e etc. Por isso, os valores que eu passar aqui são variáveis! O seu gasto pode ser menor ou maior. Vou tentar deixar o mais médio possível e depois digo qual o valor mínimo que eu julgo ser necessário para morar em Viena.

Existem coisas que não é possível viver sem: todo mundo precisa de acomodação, comida e transporte. Por mais que você queira economizar, esses custos vão existir. Os preços regulam bastante com zona sul da cidade do Rio de Janeiro, onde o custo de aluguel e alimentação são relativamente mais altos do que o resto no Brasil. Por outro lado, há uma grande variedade. Já o transporte, achei o preço bastante elevado (mesmo levando em conta que o transporte é mais barato para estudante). O custo do bilhete para os 4 meses foi de €140, mas com este bilhete você pode utilizar qualquer tipo de transporte público em qualquer zona da cidade. Por isso é muito vantajoso comprá-lo, pois o ticket avulso acaba saindo bem mais caro se você usa pelo menos 10 vezes por mês.

 Veja como escolher a acomodação ideal e valores

Para acomodação, vou colocar aqui uma média de €400 mensais, já incluindo todas as taxas (limpeza, água, energia, internet, depósito de segurança e etc). Na época que eu fui, o Euro estava em torno de R$3,50, então acaba não ficando tão caro assim.

A alimentação é o custo mais pessoal e, consequentemente, o que mais vai variar dependendo da pessoa. Eu tentava sempre comprar no mercado e fazer comida em casa (mesmo no mercado, quando convertemos, é um pouco mais caro que no Brasil), e aqui vai uma dica para deixar suas compras de mercado bem mais baratas: perto de onde eu morava haviam três mercados: um Hoffer (considerado bem barato, mas tem pouca variedade de produto), um Billa (com razoável quantidade de produtos e preços médios) e por fim um SPAR Gourmet (com produtos de altíssima qualidade mas com preços mais salgados também).

Eu fazia uma lista e ia sempre nesta ordem aos mercados. O que eu não achava em um, encontrava no próximo. Muitas vezes nem precisava ir ao mais caro porque já tinha encontrado o produto nos mais baratos ou até mesmo adaptava se achasse algo parecido. Uma dica é trocar a carne vermelha pelo frango, que tem preço bem mais acessível.

Dessa forma, eu gastava aproximadamente €130 por mês. Confesso que além da comida necessária, comprava alguns vinhos, salgadinhos e etc. Teoricamente não são mandatórios para comer bem, mas acredito que é legal também curtir ao máximo as bebidas, guloseimas e comidas locais de alta qualidade. Afinal, quando você vai ter a chance de comprar aquele Schnitzel delicioso no mercado de novo?

Saiba onde comer o melhor Schnitzel de Viena!

Eu costumava almoçar bastante na faculdade, que era barato e tinha uma comida muito gostosa. Aproximadamente €5 o prato e me deixava bem satisfeito. Quando eu queria economizar muito para uma viagem ou algo do tipo, o bom e velho Kebab (sou suspeito para falar porque eu AMO isso!) é uma ótima alternativa. Com €3,50 você come um delicioso na estação de metrô Praterstern (não é só lá! Kebab tem em todo canto de Viena) e é uma refeição e tanto. Incluindo os dias em que eu comia fora, acabava gastando mais ou menos €200 euros mensais. Acredito que é possível sobreviver com menos: uns €120 acho o suficiente para quem consegue economizar bem e comprar os produtos mais baratos no mercado.

Por fim, o entretenimento. Aqui quanto gastar é totalmente sua escolha. Tinha amigos que saiam todos os dias e gastavam quase nada porque não bebiam nos bares ou que preferiam ir a locais onde a entrada era grátis. Uma vantagem que já disse aqui no blog em outro post é o incentivo que os estudantes têm para entrar em museus e outras atividades culturais.

Eu preferia sair durante a semana, pois aos finais de semana eu normalmente viajava. Uma dica de lugar barato para sair à noite em Viena é o bar Travel Shack às terças, pois muitas bebidas têm desconto. Por exemplo: uma dose de tequila que saia normalmente por €4, na terça saía por €1,50; já a cerveja caia de €5 (copo de 568 ml) para apenas €3. Assim eu conseguia gastar por noite mais ou menos €20, sempre indo e voltando de transporte público e consumindo o que eu queria.

Como eu saia em média 3 vezes por semana, colocava no meu orçamento €70 semanais, caso precisasse gastar um pouco mais algum dia. Totalizando €280 por mês. Como eu disse anteriormente, é possível gastar menos. Eu tinha amigos que gastavam €90 por mês com entretenimento e mesmo assim conseguiam sair bastante (sempre bebendo em casa antes de sair e fazendo os passeios culturais mais baratos ou grátis).

Já para a faculdade, os custos são basicamente zero, visto que todos os livros estão disponíveis na biblioteca.

Acredito que com os seguintes valores mensais dá para viver bem e aproveitando muito:

Acomodação: €400

Alimentação: €200

Transporte: €140/4 meses= €35

Entretenimento: €200

Total: €830

No orçamento acima não estão inclusos o seguro viagem e a passagem, pois já haviam sido pagos anteriormente. Salvo engano, os dois juntos somam algo em torno de €2000.

Para quem quer gastar mais, o céu é o limite. Tinha amigos que gastavam €2500 por mês, outros gastavam apenas €600 mensais.

Ah, uma última dica: não esqueçam que qualquer pagamento em cartão, seja de débito ou crédito, envolve uma taxa de imposto de 6,38%, que faz uma diferença sim. A única forma de fugir desta taxa é levando dinheiro vivo. Cuidado: a quantia máxima para sair do Brasil sem declarar é de R$10.000,00.

Espero ter ajudado vocês a ter uma ideia de quanto gastar.

Abraços!

Sobre Letícia Diethelm

Amo Viena e não gosto da torta Sacher. Sim, é possível!

Veja também:

admissão das universidades de Viena

Processo de admissão das universidades

O primeiro post para ajudar quem planeja fazer curso superior em Viena foi sobre o ...

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *