No sábado dia 6 de outubro acontecerá em Viena o Lange Nacht der Museen (Noite Longa dos Museus). Este evento acontece uma vez por ano e funciona assim: das 18h até 01 da manhã você compra um ticket no valor de 15 euros e visita quantos museus você quiser/conseguir.

O mesmo ticket vale ainda para uma linha de ônibus preparada exclusivamente para este evento. O ônibus tem uma linha própria e as paradas são os próprios museus participantes. É muito prático: você desce em frente ao que você quer visitar.

Informação importante! Há mais de uma linha para o ônibus porque são muitos museus! Tem que tomar cuidado para não pegar a linha errada (que não passa pelo que você quer visitar!)
Linha especial para a Lange Nacht der Museen!
Linha especial para a Lange Nacht der Museen!

A foto acima é antiga (de 2012), mas deixei aqui no post para vocês ficarem seguros porque de lá pra cá não mudou: vai ser fácil identificar qual ônibus é o exclusivo pro evento.

Schatz e eu participamos sempre que podemos da Noite Longa dos Museus e gostamos muito! Ao comprar os tickets – lembrando que é um por pessoa e ele vale para entrada em todos os outros – você receberá um livrinho com uma lista dos museus participantes (são muitos! Mais de 100!). Nós fazemos assim: olhamos todos e marcamos os que nos interessavam. Destes, marcamos os que a gente queria ver de qualquer jeito. Começamos por eles e aí, caso ainda tivéssemos tempo, continuaríamos a nossa lista. Normalmente, conseguimos visitar três museus. Vimos todos os três direitinho e não nos preocupamos com a quantidade e sim, em ver o que os nossos escolhidos ofereciam.

Como foi minha primeira experiência na Noite Longa dos Museus

Foi em 2012 e confesso que a minha opinião é a mesma até hoje. hahaha

Nossa primeira visita foi ao Museu de História Natural (Naturhistorisches Museum). Fabuloso!! Chegamos pontualmente às 18h e saímos de lá quase 21h! É imenso, mas vale muito a pena!

Em seguida, visitamos o museu do Freud. Todo turista ama falar que veio pra Viena e conheceu o consultório do Freud. Posso criar polêmica? Achei muito bobinho. Vimos tudo em 30 minutos. É bem pequeno e para quem for, fica a dica: não dá para ver sem o guia em áudio! Se você não pegar o guia, você só vai ver parede com foto e um pouco das coisas que ele colecionava. Tem que pegar o áudio para saber a história! Para este dia da noite longa dos museus, a cada 10 minutos tinha um tour guiado todo em alemão, mas, como disse, também tem o guia em áudio (tipo um walk and talk – quem não se lembra do “uóquitóqui”, gente?) em outras línguas como inglês e espanhol, mas não tem em português.

Como o museu do Freud era pequeno, deu tempo para irmos em um que eu queria ver a tempos: Secession. O prédio, por fora, já me encantava! A cúpula é linda! Enfim, estava doida para ir. Fomos. Só digo uma coisa: peço desculpas até hoje por ter pedido pra ir lá. Não gostei de jeiiiiiiito nenhum. Marido também não!

Entramos e era um salão imenso com uns 5 quadros pendurados. Sério. Só tinha isso no primeiro andar. Fomos ao segundo andar: um vídeo só com imagens e um som de batuque. Não, não era um batuque legal. Reproduza o som em casa: só bater o dedo na caixa de fósforo e deixar uma moeda cair no metal. Mais uma vez. Mais uma vez. Você acha que mudava depois de algum tempo? Não, querido leitor otimista! Era isso o tempo inteiro enquanto passavam fotos doidas no telão. Povo entrava, olhava, o queixo caía de desgosto e saía. Schatz e eu aguentamos a tortura por uns 5 minutos. Depois, fizemos o mesmo: saímos.

O lado bom disso tudo é: as exposições são temporárias, né? Oremos para a próxima ser melhor! Se você clicar na palavra “Secession” no início deste parágrafo, vai entrar no site do museu. Só olhe as fotos da primeira página. Descrevi certinho ou não? É aquilo ali, minha gente! Falei que fomos em três museus porque não contei o Secession como uma ida válida. Para vocês terem noção do quanto foi ruim…

Por fim, fomos ao Technisches Museum (Museu técnico). Schatz já quer comprar o ticket anual do museu, sonhando em levar os filhos lá para explicar tudo para eles. É bem legal porque mostra como acontecem as coisas. Por exemplo: como funciona um gerador. O interessante é que é um museu interativo! Você aprende como funcionam várias coisas nas maquetes ou objetos reais. Difícil explicar, mas muito interessante. Sabe Feira de Ciências da escola? A ideia é a mesma. A diferença é que você pode mexer nas maquetes dos outros amigos e nenhum será um vulcão feito com bicarbonato de sódio e vinagre. É muito bom!

Você que é ou tem um marido ou mulher/namorado(a)/companheiro(a)/amigo(a) nerd vai adorar! Uma hora da manhã fomos gentilmente expulsos do museu e foi uma noite incrível!

Continuamos o mesmo casal de antigamente, sendo expulsos do evento 1h da manhã. hahahaha

Informações

Dia da Noite Longa dos Museus em Viena: 6 de outubro de 2018

Horário: das 18h até 1h da manhã

Valor: €15 por ticket

Onde comprar o ticket? Na bilheteria de cada museu participante (aconselho passar durante o dia para comprar. Assim você não perde tempo do evento na fila da bilheteria).

Os favoritos e, portanto, mais cheios: Albertina e os museus gêmeos ( Museu de História Natural e Museu de História da Arte).

Os diferentões: Museu da Cachaça (Alt Wiener Schnapsmuseum), Museu do Farmacêutico (Österreichisches Pharma- und Drogistenmuseum), Museu da Tortura (Foltermuseum), Hands up – entrando no mundo dos surdos (Hands Up – Eintauchen in die Welt der Gehörlosen), Museu do Relógio (Uhrenmuseum)

 

Beijos, queridos! Curtam este evento anual imperdível. Quer conhecer outros eventos anuais em Viena para programar sua viagem? Já falei sobre vários aqui no Viva Viena!